Metal Mecânica

Projetos relacionados à Indústria 4.0 sofrerão impacto da crise de abastecimento de chips

As tecnologias dependentes de componentes muito específicos, como é o caso da IIoT,a internet industrial das coisas, podem sofrer impacto direto no preço final devido à escassez global de chips, de acordo com Cássio Barbosa, fundador da Hedro, e Francesco Guidotto, Account Manager da Macnica DHW, que a convite da Associação Brasileira de Internet Industrial (Abii), esclareceram algumas sobre a crise de abastecimento no mercado global de semicondutores.

“Os projetos relacionados à indústria 4.0, principalmente os que envolvem a digitalização dos processos industriais, certamente irão perceber o impacto. Os custos de produção dos hardwares que são utilizados para isso aumentaram consideravelmente, mas não ao ponto de inviabilizar as iniciativas, principalmente para as indústrias que tiveram seus mercados aquecidos”, afirma Barbosa.

“O maior risco é que a falta de componentes generalizada adiará o lançamento de novos produtos, mas os projetos em desenvolvimento devem se manter na pauta das indústrias. O problema não é o custo, porque não há o que comprar por falta de insumo”, complementa Guidotto.

O impacto na indústria brasileira tende a ser tão intenso, se não mais profundo do que o notado em outros países do mundo. Como um território importador, é natural que o Brasil receba suas remessas com maiores atrasos, dada a demanda mundial. A transformação digital nacional pode ser impactada e tecnologias disruptivas como a IIoT, que demandam um hardware muito específico, poderão ser as primeiras a sentirem essa crise.

“O Brasil acaba sendo mais impactado negativamente a curto prazo pois somos importadores dessas tecnologias e o aumento da demanda, pra gente, significa aumento nos custos ou até mesmo a impossibilidade de produção”, explica Barbosa. “A longo prazo as mudanças de paradigma sobre a indústria 4.0 que estão sendo causadas pela pandemia são uma boa oportunidade para a indústria brasileira se modernizar, principalmente para os setores que tiveram aumentos de rendimento durante esse tempo e agora podem investir nessas melhorias”, complementa.

“Toda a cadeia produtiva que utiliza componentes eletrônicos como insumo será afetada no curto prazo sem exceção. Planejamento junto a cadeia de fornecimento é a chave para diminuir o impacto da falta de componentes”, comenta Guidotto.

A Indústria 4.0 é o caminho do crescimento - HUB i4.0

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo