Metal Mecânica

Setores de metalurgia, siderurgia e têxteis aumentam consumo de energia

Os maiores aumentos no consumo de energia elétrica em janeiro foram identificados em setores considerados eletrointensivos. A indústria de extração de minerais metálicos aumentou o consumo 16,6% em relação ao mesmo período do ano passado, seguida pelo segmento têxtil (12,1%), de minerais não-metálicos (10,6%) e metalurgia e produtos de metal (6,9%), de acordo com levantamento feito pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O crescimento ganha maior destaque ainda quando se considera que, em janeiro de 2020, não havia no país grande preocupação com a Covid-19 e seus impactos.

Na outra margem do ranking, o setor de serviços teve queda de 9,6%. No transporte, o volume consumido de energia recuou 6,8%. A CCEE avalia que, considerando o período de férias escolares, estes setores permanecem especialmente afetados pela lenta recuperação da pandemia. Apresentaram queda também os ramos de comércio (-4,4%), telecomunicações (-2,9%) e alimentícios (-2,8%).

Resultado de imagem para ccee

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo