Eletrônica e Informática

Consumo de energia na indústria cresce 5,2% no primeiro semestre

O primeiro semestre de 2023 apresentou crescimento de 5,2% no consumo de energia elétrica das grandes indústrias, conforme apontam dados preliminares da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Os números refletem o reaquecimento da indústria brasileira, que voltou a crescer e impulsionou o consumo de energia.

Na média geral dentre todos os consumidores, os índices apurados pela CCEE, vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME), mostram um aumento médio de 1,4%, quando comparado aos primeiros seis meses de 2022. O abastecimento está garantido graças ao bom nível dos reservatórios das hidrelétricas, que permanecem cheios.

Segundo informações do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), o mês de julho finalizou com a melhor condição de armazenamento no Sistema Interligado Nacional (SIN) de todo o histórico: Sudeste/Centro-Oeste com 84%, Sul com 94%, Nordeste com 79% e Norte com 92%.

No mercado livre, onde as grandes indústrias e grupos empresariais podem escolher o fornecedor, houve aumento em onze dos 15 setores que têm acesso a esse mercado. O destaque está na extração de minerais metálicos, que cresceram devido ao aumento das atividades em supermercados, com o arrefecimento da inflação e devido ao bom momento para exportação de minérios.

As maiores altas, na avaliação regional, ficaram concentradas nas regiões Norte e Nordeste, com destaque para o Maranhão e o Pará. Em ambos, o aumento reflete o consumo das indústrias metalúrgicas e fatores climáticos. Em solo maranhense, a alta expressiva é resultado também da retomada contínua da produção de uma importante planta do segmento de alumínios.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo