Eletrônica e Informática

Exposec será aberta na próxima terça-feira no São Paulo Expo

Os avanços tecnológicos em produtos e serviços nos segmentos de segurança eletrônica, privada, pessoal, pública, patrimonial e empresarial serão apresentados na 22ª edição da Exposec – Feira Internacional de Segurança, principal evento na América Latina, que começa na terça-feira, 21 de maio e segue até o dia 23.

Representantes de entidades do setor e do governo participam da solenidade de abertura, que ocorrerá às 11 horas no mezanino do São Paulo Expo (sala 208/B). A partir das 10 horas, as autoridades e jornalistas convidados serão recebidos pela organização da Exposec. A expectativa é receber 45 mil visitantes entre empresas e profissionais da área de segurança, durante os três dias.

“A Exposec tem acompanhado a evolução do setor de segurança no Brasil, e neste ano não será diferente! Reuniremos 800 marcas expositoras nacionais e internacionais para levar aos profissionais os grandes lançamentos”, afirma Rimantas Sipas, diretor comercial da Cipa Fiera Milano, promotora do evento em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese). “Nesta edição, teremos a Arena Abese Conecte-se com diversas atividades. Entre elas a Ilha das Startups, com soluções de potencial inovador para o mercado de segurança eletrônica; a Ilha São Paulo Inteligente, que abrigará uma reprodução em realidade virtual do projeto revolucionário de segurança preventiva que está sendo implantado na região do Hospital das Clínicas, na capital paulista; e a Ilha dos Engajadores IoT para levar ao público as novidades em interconexão digital”.

Com um faturamento de R$ 6,52 bilhões no país em 2018, alta de 8% em relação a 2017, o setor espera crescer 10% este ano, alavancado por novas tecnologias que facilitam a instalação e o uso de soluções de segurança. Os dados são da Pesquisa Nacional sobre Segurança Eletrônica, realizada pela SMG com exclusividade para a Abese com indústrias, distribuidores e prestadores de serviço de todo o país, que também indicou que entre as soluções mais procuradas. “A estimativa indica que, mais do que números, haverá o crescimento da participação do setor na sociedade – abarcando o setor público, privado e, agora, residencial. A busca por soluções de tecnologia está baseada na sensação e insegurança que assusta principalmente os centros urbanos”, explica Selma Migliori, presidente da Abese.

IoT – A Internet das Coisas (IoT) ganhou espaço nas soluções de segurança e já se tornou um dos principais investimentos do setor. A combinação de dados de diversos dispositivos integrados, que podem ser gerenciados a partir da rede, agiliza processos de atendimento, manutenção, além de possibilitar aplicações como inteligência artificial, machine learning, deep learning e também blockchain – que desenham o futuro da segurança pública e particular. Para promover o debate sobre IoT com o mercado, a Abese reunirá empresas e especialistas na Ilha de Engajadores IoT, dentro da Arena Abese Conecte-se, na Exposec.

Os visitantes do evento, que acontecerá em São Paulo entre os dias 21 e 23 de Maio, poderão acompanhar apresentações sobre soluções baseadas na Internet das Coisas para aplicações diversas – em educação, sustentabilidade, segurança e analíticos, entre outras. O espaço conta com a organização da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), que integra a Câmara de IoT do Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC). O órgão estará presente no espaço para apresentar o Plano Nacional de IoT.

Outra presença será do Fórum Brasileiro de IoT, formado por empresas, especialistas e interessados no tema que têm como objetivo construir uma Agenda Estratégica de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, associada a um Programa de Trabalho para fomentar a consolidação do ecossistema de IoT no Brasil, a formação de profissionais e a disseminação de informações qualificadas para que o País se torne um agente global no setor.

Com uma relevância para o mercado cada vez maior, a Internet das Coisas já se tornou objeto de pesquisa em grandes instituições de ensino pelo mundo. No Brasil, a Universidade de São Paulo fará parte da Ilha de Engajadores IoT para apresentar os resultados alcançados pelo Centro Interdisciplinar em Tecnologias Interativas da USP (Citi-USP). Os pesquisadores desenvolveram uma plataforma aberta de IOT denominada Caninos Loucos, que reúne uma família de placas com diversas aplicações. No evento, os visitantes poderão conhecer as soluções baseadas na Placa Labrador – que possibilita aplicações para analíticos de vídeo.

Já Faculdade Presbiteriana Mackenzie conta com laboratório de Bigdata e métodos analíticos aplicados e estará presente no evento para apresentar 3 projetos que estão em andamento: um protótipo de trava eletrônica que poderá estar interligado ao reconhecimento facial produzido pelos pesquisadores; um protótipo de aquário inteligente capaz de coletar informações de temperatura, PH e horário de alimentação, importante para análise de dados; e ainda o projeto de reconhecimento de face, resultado de um mestrado e de um doutorado na instituição.

A Escola de Engenharia Mauá trará para o evento a plataforma Smart Campus, desenvolvida para impulsionar e democratizar o uso do IoT na Educação 4.0. O sistema, implantado no Campus de São Caetano do Sul, reúne uma série de sensores experimentais que enviam dados criptografados para uma antena concentradora inteligente (gateway). Com a tecnologia de baixo consumo já foi possível medir o consumo da água em hidrômetros de um edifício da instituição e assim obter previsões de consumo e demanda da água. Mais ações estão em andamento para que a disseminação da tecnologia de comunicação do Smart Campus seja acessível a toda a comunidade e consiga dar agilidade aos projetos de IoT, tanto acadêmicos quanto industriais e agrícolas.

A IBM apresentará inteligência artificial, os serviços cognitivos da IBM, que estão disponíveis na IBM Cloud, com serviços de reconhecimento de imagem, processamento de linguagem natural, transcrição de áudio, geração de áudio. A empresa demonstrará para que serve, como usar e quando, e também quem pode usar.

Os participantes da Exposec 2019 ainda poderão conferir o plano de ação do Projeto Arte Reciclável, que busca melhorar o comportamento socioambiental através da educação. A instituição levará um robô do tamanho de um ser humano construído a partir de materiais recicláveis de produtos eletrônicos para chamar a atenção à importância da estimulação da educação ambiental e, especialmente, dos métodos educacionais da educação 4.0 – que integra tecnologia e desenvolvimento humano.

SERVIÇO:

Exposec – 22ª Feira Internacional de Segurança
Data: 21 a 23 de maio de 2019
Horário: 13h às 20h
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – São Paulo (SP)
www.exposec.com.br

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo