Eletrônica e Informática

Faturamento anual das empresas-filhas da Unicamp chega a R$ 7,9 bilhões

O faturamento anual das empresas-filhas da paulista Universidade de Campinas (Unicamp) – ou seja, aquelas fundadas por ex-alunos da universidade – aumentou 64,6% em relação ao ano passado, evoluindo de R$ 4,8 bilhões para R$ 7,9 bilhões.

Os dados foram divulgados pela Agência de Inovação Inova Unicamp, a partir da pesquisa anual realizada pela agência. Segundo o professor Newton Frateschi, diretor-executivo da Inova, o mapeamento das empresas-filhas é uma das ferramentas para acompanhar o impacto da universidade junto à sociedade, seja pela criação de novas empresas ou pela geração de empregos.

De acordo com Frateschi, o principal fator que influenciou o salto de faturamento foi o cadastro de 114 novas empresas-filhas no ano de 2019, totalizando 815. Dessas, duas empresas recém-cadastradas são de grande porte e faturam anualmente R$ 1 bilhão cada.

A atuação das empresas-filhas da Unicamp também se reflete na geração de postos de trabalho, já que as 717 empresas que estão ativas no mercado são responsáveis por 31.343 empregos diretos, principalmente no estado de São Paulo, onde há a concentração de 86,4% empresas-filhas.

“Rastreamos que 53,6% das empresas-filhas se localizam na cidade de Campinas e outras 8,8% no restante da Região Metropolitana de Campinas. Isso é muito significativo para nós, que mantemos diversos programas, disciplinas e ações para solidificar o ecossistema de inovação e empreendedorismo ao redor da Unicamp, focando, principalmente, na formação extra-curricular de nossos alunos”, analisa Frateschi.

Depois da Região Sudeste (95,4%), a segunda região brasileira com mais empresas-filhas da Unicamp é o Sul (2%),seguido pelo Centro-Oeste (1,6%), Nordeste (0,8%) e uma pequena fatia no Norte (0,2%). Nada menos do que 19% delas apontaram atuação internacional, como exportação e escritórios no exterior.

Das 815 empresas-filhas da Unicamp, 43 foram vendidas e 717 atualmente estão ativas no mercado. A maioria (434 delas, que representam 60,5%) é constituída por empresas de micro porte, 27,8% são consideradas pequenas empresas (199), enquanto 10,3% já tem faturamento equivalente a uma média empresa (74) e 1,4% a de uma grande (10).

O campo de atuação que elas mais se destacam, com 32%, é o da tecnologia da informação (230), seguido por consultoria (96), engenharia (59), saúde humana e bem-estar (53), serviços (47), educação (44), alimentos e bebidas (44), energia (35), biotecnologia (25), artes, design e multimídia (22), marketing (22), agricultura e saúde animal (13), telecomunicações (12), tecnologia verde (9) e química (6).

Entre as unidades da Unicamp que mais originaram empreendedores está, em primeiro lugar, a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (Feec) com 19,59% dos sócios-fundadores, seguida pelo Instituto de Computação (IC) e pela Faculdade de Engenharia Mecânica.

O mapeamento da Inova Unicamp identificou que 95% das empresas-filhas foram fundadas por alunos ou ex-alunos da Universidade. A Inova também considera como empresa-filha aquelas criadas por pessoas com vínculo empregatício com a Unicamp, como docentes e funcionários, além de empresas incubadas ou graduadas pela Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp) ou ainda empresas que tenham como atividade principal uma tecnologia licenciada da Unicamp, conhecidas como spin-off.

Os empreendedores são convidados a participar do grupo Unicamp Ventures, uma rede que tem como principal atividade promover o relacionamento entre os sócios e também entre alunos interessados no empreendedorismo, como o 14º Encontro Anual Unicamp Ventures organizado pela Inova Unicamp e que teve como patrocinadores: Novartis, FM2S, Matera, ClearSale, Via Consulting, Agência Sabiá, CI&T, Movile e Idea! Mais informações

A Agência de Inovação Inova Unicamp é o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da universidade, principal ponto de conexão com o setor empresarial, a partir das áreas em que atua: parcerias, propriedade intelectual, empreendedorismo, parque científico e tecnológico e relações institucionais com foco em empreendedorismo e inovação.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo