Eletrônica e Informática

Mercado de semicondutores cresce mais de 7% em 2020

Depois de sofrer queda de 12% em 2019, a receita mundial de semicondutores se recuperou em 2020, totalizando US$ 449,8 bilhões, um aumento de 7,3% em relação a 2019, de acordo com resultados preliminares publicados no estudo “Market Share Analysis: Semiconductors, Worldwide, Preliminary 2020”, do Gartner, Inc.

“No início de 2020, a expectativa era que a Covid-19 teria um impacto negativo em todos os mercados de equipamentos finais, mas o efeito real foi mais matizado”, diz Andrew Norwood, vice-presidente de pesquisa do Gartner. “Os setores automotivo, industrial e algumas áreas do mercado consumidor foram duramente atingidos pela redução dos gastos empresariais e de consumo. No entanto, os bloqueios aumentaram enormemente o trabalho em casa e o e-learning, e todos os mercados que facilitassem essas atividades foram beneficiados.”

“A demanda de servidores era forte, pois os clientes em hiperescala, que em 2020 respondiam por mais de 65% da demanda de servidores, correram para adicionar capacidade para lidar com a demanda extra durante os bloqueios no primeiro semestre de 2020. Além disso, devido à forte demanda por PCs de empresas e consumidores, devido ao aumento do trabalho e do estudo em casa, houve um forte crescimento em CPUs, flash NAND e DRAM”, complementa.

A Intel manteve sua posição como o fornecedor global de semicondutores nº 1 em receita em 2020, seguida pela Samsung Electronics, SK hynix e Micron. A receita de semicondutores da Intel cresceu 3,7%, impulsionada pelo crescimento de seus principais negócios de CPU de cliente e servidor.

Apesar da desaceleração no mercado geral de smartphones, as fortes vendas de smartphones 5G ajudaram a impulsionar empresas de semicondutores, como Qualcomm e MediaTek, levando a um forte crescimento em 2020. O crescimento de 5G está compensando o crescimento mais fraco da unidade de sistema com maior conteúdo em dólares de semicondutores, inclusive – chipsets ASP 5G e componentes front-end RF adicionais e ICs de gerenciamento de energia.

Memória, a categoria de dispositivo de melhor desempenho em 2020, se beneficiou do aumento da construção de servidores e da demanda de PCs e ultramóveis com a mudança para trabalho e aprendizado em casa. A receita mundial de memória aumentou US$ 13,5 bilhões em 2020, o que representa 44% do crescimento geral da receita de semicondutores em 2020.

No segmento de memória, o flash NAND teve o melhor desempenho com crescimento de receita de 23,9%, atingindo US$ 52,8 bilhões, superando em US$ 10,2 bilhões o volume de 2019. O fornecimento foi particularmente limitado em 2020, o que fez com que os preços subissem durante o primeiro semestre de 2020, limitando o preço anual geral, com queda para modestos 2%. Embora a demanda fosse forte de clientes em hiperescala e OEMs de PC, o impacto da pandemia resultou em condições de excesso de oferta durante o segundo semestre de 2020, o que moderou o crescimento geral da receita anual.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo