Eletrônica e Informática

Inmetro define padrão GS1 para certificar produtos

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) definiu que a numeração que acompanha o código de barras de produtos, da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, deve constar nas etapas do processo de certificação de produtos. Em sua Portaria Número 200, o instituto estabelece que o Global Trade Item Number (GTIN) deve ser informado nos documentos dos Requisitos Gerais de Certificação de Produtos (RGCP), que servem de referência na avaliação da conformidade de produtos que utilizem o Mecanismo de Certificação.

Segundo João Carlos de Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, os padrões de identificação GS1 se consolidam cada vez mais nos procedimentos para gerenciar informações e identificar itens produzidos pela indústria nacional e os itens importados também. “Nossa sede em Brasília se esforça em disseminar os benefícios proporcionados pela padronização em identificar produtos na automação de processos, o que tem favorecido órgãos do governo no aprimoramento de seus processos.”

A definição do Inmetro reforça a importância da prioridade da informação precisa na inovação dos processos. No Brasil, a entidade conta com 58 mil empresas associadas, que têm cadastrados mais de 57 milhões de produtos. Essas informações compõem o banco de dados Cadastro Nacional de Produtos (CNP), criado pela GS1 para garantir agilidade, precisão e redução de custos a todos os envolvidos com a cadeia de abastecimento. No cadastro, as indústrias informam todas as características dos produtos e o GTIN é o seu principal identificador.

O texto completo da Portaria nº 200 do Inmetro está no link:

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-200-de-29-de-abril-de-2021-317630544

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo